Banner rotativo

Nos Bastidores da Política

0

Uma pergunta que se faz nos meios políticos de Campo Largo. Quem será o candidato a presidente da Câmara de Vereadores com apoio do prefeito Marcelo Puppi? Até o final de 2018, os onze vereadoresde Campo Largo devem escolher a nova composição da Mesa Diretiva da Câmara Municipal. O prefeito Marcelo Puppi teve nos dois primeiros uma pessoa neste cargo como fiel escudeiro da Tropa do Brancaleone.  O atual presidente Bento Vidal, pelo regimento interno, não pode concorrer, mas, ainda, pode tirar uma carta da manga e colocar em votação a alteração do Regimento Interno, com a possibilidade reeleição do presidente. Por sinal, nestes dois anos, da gestão do Café Sem Leite, os projetos do prefeito passaram na maioria em Regime de Urgência, mesmo afetando os munícipes. O assunto mais polêmico foi o da mudança da Planta Genérica que alterou a cobrança do IPTU e do ITBI. Não se pode esquecer que no primeiro mês de mandato, foram aumentados os salários do prefeito e do vice-prefeito. A Reforma Administrativa foi outro projeto que afetou os cofres públicos municipais, com a criação de catorze cargos de secretários adjuntos, com salários de dez mil reais. Por sinal, criados para agradar os aliados políticos. Em um ano, doze meses, foram gastos R$ 1.680.000,00 que deixaram de ser investidos na infraestrutura municipal. Numa outra linha, os investimentos em educação, passaram pela compra de uniformes escolares que foram entregues aos alunos da rede municipal, como uma ação populista. Este projeto, também, foi aprovado no primeiro ano em regime de urgência. Em dois anos foram mais três milhões de reais gastos com dinheiro do cidadão para promover o prefeito. Em cada escola os uniformes foram distribuídos com a presença obrigatória do chefe do executivo. Promoção pessoal a toda prova. Este dinheiro, também, poderia ter sido destinado a investimentos na infraestrutura municipal. Então, voltando ao assunto Câmara Municipal, o prefeito Marcelo Puppi está fazendo um ensaio para garantir que as ações legislativas não atrapalhem o seu populismo, nos dois últimos anos de mandato, escolhendo outro fantoche que com as suas mãos pode puxar os barbantes para que os movimentos sejam favoráveis e positivos.  Do aparecer e do falar está em andamento à administração Nova Campo Largo, mas executar coisas prometidas e apresentadas em campanha ou mesmo depois da vitória é bem outra coisa. As palavras ficaram ao sabor do vento. O Chefe do Executivo tem absoluta certeza que fará o sucessor de Bento Vidal para continuar com os seus procedimentos nas relações entre a administração municipal e o legislativo. A aprovação de projetos de seu interesse e não do povo, é prioridade. O cabo de guerra da escolha já está formado. São dez vereadores candidatos para onze votos possíveis. A campanha pelo cargo de presidente da Câmara está em andamento. As nuvens mudam de formato a cada instante.

Por Haroldo Wöhl

PublicidadePrint

*Os artigos e opiniões publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo necessariamente a opinião dos editores.

 

WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

Deixe seu comentário

Favor escrever seu comentário
Favor colocar seu nome