Banner rotativo

    A energia eólica e o período da “safra dos ventos”

    0

    Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica – Abeeólica, o Brasil ultrapassou a marca de 14GW em capacidade instalada de energia eólica, resultante de 568 parques eólicos e mais de 7.000 aerogeradores em 12 Estados. Tal valor é o mesmo da capacidade instalada de Itaipu, a maior hidrelétrica brasileira.

    De acordo com o Boletim de Dados do Operador Nacional do Sistema (ONS), no mês de setembro a energia eólica atendeu a aproximadamente 14% do Sistema Interligado Nacional, sendo que no dia 19 de setembro (quarta-feira) a geração através dos ventos alcançou o percentual de 13,98% de atendimento, recorde do Sistema Interligado Nacional.

    PublicidadePrint

    Cabe destacar que no Nordeste a geração eólica chega a atender mais de 70% da região em alguns dias de junho a novembro, no período denominado como “safra dos ventos”.

    A Associação Brasileira de Energia Eólica – Abeeólica afirma ainda que até o ano de 2024 serão instalados mais 4,46GW, em 186 parques eólicos, considerando apenas leilões já realizados e contratos firmados no mercado livre. A tendência, portanto, e que tais números sejam ainda mais expressivos com novos leilões do Governo Federal.

    Aliás, importante refletir e acompanhar os rumos sobre novas contratações e o futuro da fonte eólica a partir de janeiro/2019, quando assumem os novos governantes, considerando a importância da matriz eólica dada a sua qualidade, bem como a sua relação com ideais de uma sociedade mais justa e de um futuro mais sustentável e com respeito à natureza.

    Obs:

    • O Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS é uma entidade de direito privado regulada pela ANEEL e composta por representantes dos agentes do setor elétrico, do Conselho dos Consumidores e do Poder Concedente, à qual incumbe o gerenciamento, online, da quantidade de energia a ser produzida e transmitida pelo sistema elétrico interligado, sempre tendo em vista o interesse público.
    • O sistema elétrico brasileiro é também peculiar sob outro aspecto: o da interligação. O SIN – Sistema Interligado Nacional é uma complexa rede de transmissão e conexões elétricas que atende cerca de 98% do consumo brasileiro de energia elétrica na rede. Tal sistema assume papel fundamental no setor elétrico por possibilitar aos consumidores auferir ao máximo os benefícios resultantes do fato da fonte hidráulica ser predominante na matriz elétrica.
      Exemplificando: deriva do fato da interligação a possibilidade de intercâmbio de energia elétrica de regiões com sobra de energia para aquelas com escassez de energia. Caso esse intercâmbio não fosse possível, haveria a necessidade da construção de um maior número de usinas hidrelétricas para atender à mesma demanda ou de geração a partir de usinas termoelétricas a carvão, óleo ou gás que, além de gerarem poluentes, representariam tarifas mais caras para os consumidores.

     

    *Os artigos e opiniões publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo necessariamente a opinião dos editores.

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome