Banner rotativo

    Vatapá

    0

    Os deputados e os senadores eleitos em 2018 assumem os seus cargos, nesta sexta feira, 01/02/2019, numa comemoração festiva para cada um deles. Passada a euforia do ingresso em um mandato eletivo, o ordem é arregaçar as mangas e trabalhar em prol da população. A renovação foi grande e isto influi na eleição dos presidentes das casas legislativas. Em Brasília, pelo jeito, os experientes voltam a ocupar os cargos, Renan Calheiros (MDB), no Senado Federal e Rodrigo Maia (DEM), na Câmara dos Deputados. O debate e a escolha ir noite à dentro na primeira sessão nas duas casas legislativas.

    Escolha

    PublicidadePrint

    O governador Ratinho Jr. espera que os deputados estaduais, após a posse, escolham um presidente da Assembleia Legislativa alinhado com suas proposições e projetos de interesse do Paraná. As principais fichas estão sendo colocadas a favor do deputado Ademar Traiano (PSDB) na nova configuração do parlamento paranaense. Traiano pretende a sua reeleição para o cargo e está alinhado com as pretensões de Ratinho Jr. com novas diretrizes de governo. Resta espera a posse e a eleição da mesa diretora do legislativo estadual.

    Contra o tempo

    Como diz um aliado político de Marcelo Puppi, de 2016. O “Prefeito do Eu Sozinho” não enxerga. A parte legal da extinção da Fundação João XXIII bateu na trave.  A administração intitulada pelos atuais gestores de “Nova Campo Largo” está tropeçando feio e corre contra o tempo por perda de documentos.  Basta verificar documentos oficiais onde estão coletando assinaturas de servidores públicos da gestão passada, para fechar de vez a Fundação João XXIII. A documentação anterior foi extraviada ou perdida nos corredores da gestão MM.

    Contra o tempo II

    A Casa da Cultura que faz parte da Fundação João XXII, não pode receber reformas, restauração e/ou revitalização, sem passar oficialmente para o patrimônio do município.

    Pelo jeito como as coisas andam os Chupins, no Ninho da Tigitica, estão engordando. Com o dinheiro dos salários dos secretários adjuntos muita coisa poderia ser feita. Faltam, 698 (seiscentos e noventa  e oito) dias para o fim do mandato e das promessas de campanha da “ Nova Campo Largo” estão sendo esquecidas.
    A lista aumenta

    Os aliados do partido Democratas de Marcelo Puppi estão na expectativa por novidades.

    O vereador Bento Vidal, depois de assumir alguns dias o cargo de prefeito, em exercício, e pelos “bons serviços” prestados como presidente da Câmara Municipal ao chefe do DEM no município, ele entra na lista das indicações para concorrer a prefeito pela sigla. Além do próprio prefeito Marcelo Puppi e do vice Maurício Rivabem,  na lista entram José Arlindo Chemin e Bento Vidal, pelo DEM. As nuvens mudam de formato a cada instante e algumas barreiras devem ser derrubadas.

    Perdidos no Espaço

    Entre “achados e perdidos” na atual administração municipal de Campo Largo está o processo da CPI das Funerárias feita na gestão anterior. Uma parte da documentação elaborada e protocolada na prefeitura desapareceu. Inclusive, o assunto faz parte de um Boletim de Ocorrências, na Delegacia de Campo Largo. De quem é a responsabilidade? O prefeito precisa tomar as providências cabíveis, pois documentos não podem sumir nos corredores da prefeitura, na atual gestão.  Este “extravio” não é o único.

    Frase da semana: “Nós estamos preparando um ambiente de um Estado mais aberto, moderno e rápido para avançar nas concessões. Queremos estreitar o relacionamento com o governo federal e estamos nos programando para ampliar as Parcerias Público-Privadas e as concessões com a legislação mais moderna do país”. Do governador Ratinho Jr., em recente encontro com autoridades e empresários, em Brasília.

    Pergunta da Semana: Como foi utilizado o dinheiro devolvido pela Câmara Municipal, em dezembro de 2018? Onde foram parar os R$ 3 729 129,34, isto mesmo, mais de três milhões e setecentos mil reais? Os vereadores precisam de explicações, o povo está cobrando.

    Pergunta da semana II: Os secretários adjuntos de Campo Largo recebem mais de dez mil reais com gratificação pela lei feita por Marcelo Puppi, nesta gestão? São catorze aliados políticos ganhando muito mais que os onze vereadores.

    Pergunta da semana III: Os segmentos empresariais e sociais do município precisam ser representados na Câmara de Vereadores. No passado recente, o legislativo de Campo Largo possuía 15 (quinze) vereadores. Quando que o projeto pelo aumento de cadeiras vai entrar na Câmara? Pela Lei, os vereadores podem aprovar até 19 (dezenove) vagas.

    Pergunta da semana IV: Alguns querem enganar ou iludir o povo, afirmando que os vereadores gastam muito. Basta ver alguns dados da administração. Quem não quer o aumento de vereadores em Campo Largo? Marcelo Puppi, assim sobra mais dinheiro para ele gastar como quiser.

    Pergunta da semana V: Quem será o candidato novo a prefeito, que pode ser lançado na eleição de 2020, em Campo Largo, com chances de sucesso?

    Na Boca do Povo: Não poderia ser diferente. As conversas giraram em torno da tragédia do rompimento da Barragem de Brumadinho, em Minas Gerais.

     

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome