Amazon anuncia investimento na Aurora e entra no mercado de veículos autônomos

    0

    Nesta quarta-feira (6), a Amazon anunciou que irá investir na Aurora, empresa especializada no desenvolvimento de tecnologias para veículos autônomos, sendo o primeiro grande passo na empresa para entrar nesse mercado cada vez mais competitivo.

    A entrada na Amazon faz parte da segunda rodada de investimentos da Aurora, que arrecadou US$ 530 milhões em investimentos que, segundo o CEO da empresa, Chris Urmson, serão usados para melhorar as equipes de engenharia, recursos humanos, relações públicas e todo o setor operacional da companhia.

    Além da Amazon, quem também está investindo pesado na companhia, o fundo de investimentos Sequoia Capital é quem mais está injetando dinheiro na empresa. Além disso, ele também está levando um de seus parceiros, Carl Eschenbach, a fazer parte do corpo de diretores da Aurora.

    De acordo com um comunicado da Amazon, a empresa está esperançosa com os investimentos na tecnologia de veículos autônomos, que possui o potencial de tornar o trabalho de seus funcionários mais seguro e produtivo.

    E, se a Amazon tem mesmo o interesse em entrar no mercado de veículos autônomos, investir na Aurora é uma boa aposta: afinal, o CEO Urmson foi um dos fundadores da Waymo (a empresa de veículos autônomos da Google) e comandou toda a equipe técnica da empresa até 2016, enquanto o CPO Sterling Anderson chefiou desde o início a equipe de desenvolvimento do piloto automático da Tesla e o CTO, Drew Bagnell, ajudou a Uber a iniciar suas pesquisas em veículos autônomos. Além de ser comandada por três profissionais que sabem muito bem o que estão fazendo, a Aurora também é uma das poucas empresas do setor que ainda não pertence a nenhum grande conglomerado industrial, e já fechou parcerias com marcas como Volkswagen, Hyundai e Byton — mas nenhum desses contratos é de exclusividade.

    Assim, a Amazon tem chances de se tornar uma parceira importante da Aurora sem se preocupar em ter que criar para si uma própria divisão para o desenvolvimento de veículos autônomos, conseguindo investir pesado em futuras melhorias para o seu sistema de entregas sem a necessidade de criar novas fábricas e ter que buscar profissionais de qualidade em um mercado cada vez mais competitivo.

     

     

    fonte:canaltech

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome