Banner rotativo

    EstaR lidera ranking das infrações de trânsito em Campo Largo

    Segundo dados do Detran-PR, o estacionamento em desacordo com a regulamentação do Estacionamento Rotativo (EstaR) responde por 46,18% das infrações de trânsito registradas nos nove primeiros meses deste ano no município

    0

    O estacionamento de veículos em desacordo com a regulamentação do Estacionamento Rotativo (EstaR) lidera o ranking das infrações de trânsito registradas entre janeiro e março deste ano no município de Campo Largo. Segundo dados do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), as infrações desta natureza correspondem a 46,18% dos casos registrados neste ano. A segunda infração mais cometida pelos motoristas nas ruas do município é o não cumprimento do prazo máximo de 30 dias para a transferência do veículo. Das 3.285 infrações registradas neste ano pelo Detran-PR, 550 são desta natureza.

    A falta do uso do cinto de segurança é também uma das principais infrações de trânsito registradas em Campo Largo, além de dirigir o veículo sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou sem a Permissão para Dirigir (PPD). Também são comuns no trânsito da cidade as infrações por conduzir o veículo sem licenciamento, a não identificação do condutor infrator (imposta à pessoa jurídica), a permissão de posse ou condução do veículo para pessoas sem habilitação, entre outros. Aparece ainda no ranking das infrações mais comuns nas ruas de Campo Largo o uso de telefone celular enquanto dirige; avançar o sinal vermelho no semáforo; estacionar na contramão; estacionar no passeio, entre outros.

    PublicidadePrint

    Entre janeiro e março deste ano, o Detran-PR registrou 3.285 infrações em Campo Largo, contra 2.675 no mesmo período do ano passado.

    EstaR

    Hoje, o descumprimento do uso das vagas de estacionamento do EstaR é a principal causa das infrações de trânsito. De acordo com o Departamento de Trânsito de Campo Largo (Deptran), o estacionamento em desacordo com o sistema EstaR torna-se infração de trânsito a partir do momento que o proprietário do veículo deixar de pagar o Aviso de Infração, documento que é emitido pelo agente de trânsito quando se constata que no veículo estacionado, na área do EstaR, não apresenta o Cartão do EstaR no painel, dentro do horário exigido ou contém o Cartão de EstaR preenchido (raspado) de forma incorreta.

    O prazo para regularizar a situação junto ao Deptran é de 10 dias corridos, mediante o pagamento de uma taxa de R$ 15,00. Segundo o Deptran, ao quitar o débito, o condutor receber um bloco com cartões do EstaR.

    Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, a penalidade para quem estaciona em desacordo com o EstaR e deixa de regularizar a situação é o pagamento de multa no valor de R$195,23 e a perda de cinco pontos na carteira.

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome