Banner rotativo

    Maio Amarelo: Ciretran, PM e Guarda Municipal realizam blitzes educativas em Campo Largo

    0

    Desde o lançamento da campanha Maio Amarelo no Paraná, no dia 02 de maio, a Ciretran de Campo Largo realiza em parceria com a Polícia Militar e a Guarda Municipal um série de ações que buscam conscientizar a população sobre os riscos do trânsito e, consequentemente, diminuir o número de acidentes.

    PublicidadePrint

    As primeiras ações, de acordo com o chefe da 51ª Ciretran, Magnus Bordes, já foram realizadas blitz educativas nas ruas de Campo Largo em parceria com a Polícia Militar e novas ações estão agendadas para os próximos dias com a Guarda Municipal e a Guarda Mirim. Os órgãos também farão blitz educativa em bares da cidade, no período noturno. Outra ação organizada pela Ciretran é a distribuição de materiais educativos em escolas e empresas locais. De acordo com Bordes, as empresas interessadas em receber material de divulgação da campanha Maio Amarelo pode entrar em contato com a Ciretran pelo telefone (41) 3361-1212.

    Neste ano, o tema da campanha é “Maio Amarelo – no trânsito, o sentido é a vida”, e apela para o poder das crianças em influenciar o comportamento dos pais. O Maio Amarelo ocorre simultaneamente em 27 países e 423 cidades diferentes. O mês de conscientização foi lançado em 2014 a partir da “Década de Ações para segurança no Trânsito”, ação da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre mortes no trânsito em todo o mundo.

    O movimento nasceu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

    Acidentes

    A campanha busca diminuir a taxa de mortalidade no trânsito registrado no Paraná, que é de 20,65% – foram 2.338 óbitos em 2018, segundo o Detran-Paraná.

    De acordo com o Ministério da Saúde, foram registradas 37.345 mortes por acidentes de trânsito em 2016 no país, última contagem fechada pelo órgão. Segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), cerca de 60% dos leitos hospitalares são ocupados por vítimas do trânsito. “Ninguém sai de casa e pega o trânsito pensando em matar ou morrer. Tudo é a imprudência. Precisamos ter sensibilidade para melhorar”, afirma Cesar Kogut, diretor do Detran-PR.

    No Paraná, o número de acidente de trânsito com morte caiu 8% em 2018 em relação ao mesmo período de 2017, passando de 2.547 para 2.338. A preocupação, porém, está em relação aos ciclistas e motociclistas, ambos com aumento de óbitos. Entre as motos, esse número cresceu 3% de 2017 (659) para 2018 (680). Nas bicicletas, saltou 47% – de 98 para 144.

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome