Parlamentares querem barrar eletrônicos importados sem impostos

    0

    A Portaria 309 do Ministério da Economia que zera, até dezembro de 2020, o imposto de importação para 30 bens de informática, telecomunicações e máquinas foi contestada nesta terça-feira (09) por deputados e senadores aliados e opositores ao governo. Eles apresentaram decretos legislativos para derrubar a norma.

    Empresários disseram em audiência pública da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado que a portaria deve culminar no desemprego de até 2 milhões de trabalhadores por conta do fechamento de indústrias nacionais que perderão a competitividade. O ministro da economia, Paulo Guedes, será convidado para dar esclarecimento sobre a redução dos impostos.

    O senador José Serra (PSDB-SP) e o deputado José Ricardo (PT-AM) já apresentaram decretos legislativos para revogar a portaria antes do recesso, que inicia no próximo dia 18. O assunto voltará a ser discutido no dia 10 em audiência pública com o Secretário Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério de Economia.

    Entenda a portaria

    No dia 12 de junho, o Ministério da Economia editou a Portaria 309 a fim de regulamentar o regime Ex-Tarifário para 30 produtos eletrônicos importados — o que elimina a alíquota de 14% de imposto de importação dos que não têm similares produzidos no Brasil.

    Os empresários contestam vários pontos da Portaria, entre eles o que determina que mercadorias nacionais 5% mais caras que as equivalentes importadas não serão consideradas similares, ou seja, os produtos internacionais poderão usufruir do benefício.

    O assunto ainda será discutido nas próximas semanas, por enquanto, a Portaria continua valendo.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    fonte:tecmundo

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome