Banner rotativo

Nos Bastidores da Política

0

A Câmara Municipal de Campo Largo aceitou denúncia contra o vereador Giovani Marcon protocolada na Casa de Leis por Adriana Vieira. A denúncia acusa o vereador Giovani de falta ao Decoro Parlamentar. Em sessão plenária, os vereadores foram unânimes pela apuração do caso e dos fatos alegados no documento. O presidente do Legislativo de Campo Largo, Marcio Beraldo, instalou, em ato contínuo, a comissão processante que foi escolhida por sorteio. Assim, os trabalhos da comissão serão feitos pelos vereadores Darci Andreassa, Cléa Oliveira e Clairto Alemão. Os prazos seguem as determinações legais. Uma particularidade deve ser apreciada num primeiro momento, se cabe Decoro Parlamentar, pois o assunto em debate aconteceu antes do mandato do vereador, em não está relacionado com as atividades praticadas no legislativo. Dessa forma, os vereadores da comissão passam a analisar o documento da denunciante, bem como, buscar as informações necessárias à elaboração de um parecer para então a matéria voltar a plenário para discussão e votação. Outro ponto a ser analisado é de que pessoa que possui pendências particulares antigas com o vereador Giovani Marcon poderia acusa-lo por falta de Decoro Parlamentar. Só resta aos eleitores aguardarem o desfecho da questão. A opinião deste ou daquele, principalmente em redes sociais, não importa neste momento, mesmo com alguma pressão, o resultado sairá da legislação pertinente. Quem conhece os meios políticos e as decisões jurídicas, sabe como se processa a tramitação dos julgamentos.  Por sinal, qualquer cidadão pode protocolar um pedido na Câmara de Campo Largo para provocar uma resposta sobre o caso do então vereador Marcelo Puppi, que como presidente, pagou sessões extraordinárias contrariando a legislação vigente. Pelo ocorrido, Marcelo Puppi foi condenado e a população aguarda decisão sobre o recurso interposto pelo atual prefeito. Vários dos vereadores da época que receberam os valores, ditos indevidos, estão recolhendo o montante corrigido, em parcelas mensais aos cofres públicos. Uma novela com diversos capítulos iniciada em 2006 passando por 2015 e que até agora não teve um desfecho.

Marcelo Puppi - prestação de contas TCE

PublicidadePrint

 

*Os artigos e opiniões publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo necessariamente a opinião dos editores.

WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

Deixe seu comentário

Favor escrever seu comentário
Favor colocar seu nome