Banner rotativo

    Parlamentar

    0

    Não se pode dizer que um poder legislativo não trabalha. Toda e qualquer lei para entrar em vigor tem obrigatoriamente a aprovação dos parlamentares. O prefeito, o governador ou mesmo o presidente nada pode fazer sem ter a aprovação da Câmara de Vereadores, da Assembleia Legislativa ou do Congresso Nacional. Mesmo que uma lei tenha origem no legislativo, o poder executivo pode vetar, mas a palavra final sempre será do poder legislativo. No caso municipal, as leis são votadas e aprovadas pelos vereadores. Em Campo Largo, nos últimos sessenta dias, um vereador se destacou por apresentar projetos polêmicos, com grande impacto na administração municipal. O vereador Henrique Segedi (DEM), com suplente, assumiu no período a da licença do vereador Bento Vidal. Como interino, buscou alternativas legislativas para atender os apelos do cidadão, quanto à transparência das ações e de atos do poder executivo, bem como, na aplicação de medidas contra corrupção. Mesmo a contra gosto de alguns segmentos públicos, as medidas seguiram o trâmite legal e devem ser colocadas em prática pelo município.  O destaque fica por conta do trabalho executado em pouco tempo de atuação no legislativo, superando as expectativas da sociedade. Não se pode ignorar que para boa parte da população o poder legislativo deveria ser descartado, pois não faz nada. Não é bem assim, mesmo com apenas uma sessão por semana, em Campo Largo, o trabalho dos parlamentares é de suma importância para a sociedade. Muitas vezes a deturpação das atuações dos vereadores tem origem em atitudes políticas ou mesmo da rivalidade partidária. Como exemplo, não se pode dizer que um vereador não trabalha. O vereador Henrique Segedi, mesmo sendo do partido do prefeito, não mediu esforços pela aprovação de projetos para atender a população e controlar os mecanismos de aplicação dos recursos públicos municipais. Ao deixar a cadeira de vereador para o titular deixou bem claro da importância de ser um vereador e que só participando dos trabalhos legislativos é que se toma conhecimento da real função de um legislativo, bem como do benefício que oferece à sociedade como um todo. Um parlamentar não é uma figura decorativa e sem utilidade, a democracia necessita de uma estrutura legislativa forte e comprometida com a vontade do cidadão e concedida nas urnas.

     

    PublicidadePrint

    *Os artigos e opiniões publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo necessariamente a opinião dos editores.

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome