Banner rotativo

    GESTÃO DOMICILIAR – Capítulo 02: ROTINA FAMILIAR

    0

    A família precisa definir horário para estudar, brincar, dormir ou jogar durante o período da quarentena? Sim! A rotina é uma ferramenta de controle e organização que a família não pode abrir mão nesses dias. Utilizamos por dois fatores principais: primeiro porque a rotina estabelece uma sequência de ações que deverão ser realizadas no dia, semana ou mês e contribui para diminuir as descompensações emocionais visto que trabalha com a ansiedade (evita crises de antecipações).

    Antes de criar a rotina, faça o planejamento do ambiente da sua casa e considere essas duas situações:

    • Definir o local de estudo: pode ser a sala, quarto ou cozinha, todavia o mais importante é preparar um espaço silencioso e tranquilo (evite cômodos da casa em que as pessoas ficarão passando ou conversando);
    • Organizar os objetos: separe os materiais (lápis, cadernos, livros, computador…) e disponha-os de modo que não configurem-se como elementos de distração (ex: um brinquedo na mesa pode despertar a imaginação e tirar o foco da atividade);

    PublicidadePrint

    Com crianças menores, a rotina é criada pelo adulto, uma vez que elas não têm, ainda, a capacidade de compreender a duração de “um dia inteiro” e considerar a diversidade de atividades que podem realizar. Para esse caso, oriento que a programação inclua afazeres com os 5 sentidos (quanto melhor a estimulação, maior será o desempenho e aquisição das habilidades próprias da infância: movimento, fala, escuta, manipulação, tonicidade muscular e concentração, por exemplo). Uma dica importante: recursos visuais (desenhos) facilitam a elaboração da rotina.

    Já para crianças (a partir de 4 anos) e adolescentes, oriento que a rotina seja um acordo em comum entre o desejo dos pais e filhos. Com isso, ambos tornam-se responsáveis pelo cumprimento. Cada família terá que adequar a rotina para a sua realidade (separar a programação por períodos – manhã, tarde e noite – ou por horários – das oito às nove da manhã).

    Passo a passo para criar uma rotina familiar:

    • Converse com seu filho sobre as atividades que ele desenvolve na escola (faça com que ele perceba que na escola há uma rotina bem definida – horário de entrada, saída, lanche, troca de aulas, brincar…).
    • Escreva (ou solicite que seu filho faça o registro – a partir dos 6 anos) todas as atividades que serão realizadas na semana em pedaços de papel (considere as seguintes atividades: refeições, brincadeiras, momentos livres, uso de tecnologia, estudo, acordar e dormir);
    • Organize a sequência das atividades em uma folha maior, dividida em quadrantes que contemplem a organização da sua casa: dias da semana, horários ou períodos (não esqueça dos momentos em que a criança precisa de maior suporte dos pais, o tempo de maior produtividade do filho, os recursos disponíveis);
    • Comece o dia com a retomada da rotina e, se necessário, mostre para a criança o momento em que está e qual atividade será na sequência. A disciplina e obediência serão desafios constantes para a administração dos pais.
    • Separe uma caneta ou adesivos para fazer o “check list”. No começo é melhor marcar a cada atividade realizada. Com o passar dos dias, os pais podem encorajar os filhos a acompanhar e, no final do dia, marcar e celebrar cada conquista.
    • Caso apareça algum imprevisto no dia, os pais fazem a retomada do evento que causou a interrupção e ajustam o que for necessário. Não encarem a rotina como uma régua para medir o desempenho ou controlar as ações. A rotina é uma ferramenta de aprendizagem.
    • Cuidado com as premiações: as recompensas não podem vir somente como resultado de um bom trabalho. A criança precisa cumprir com as obrigações porque os pais são autoridade. Não promova a dependência do bom comportamento como moeda de troca.

    Posso lhe ajudar com a análise da rotina da sua família. Encaminhe suas dúvidas para as minhas redes sociais (Murilo Tchmola). Será um prazer contribuir para o sucesso da gestão domiciliar.

     

    Murilo TchmolaTexto: Murilo Tchmola
    Coordenador pedagógico e professor na escola Lighthouse.

     

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome