Banner rotativo

    Vamos ouvir a ciência

    0

    Em tempos de Pandemia as redes sociais estão repletas de noticias e informações que não possuem fundamento cientifico.

    Lembramos, assim, que tomem muito cuidado ao publicar e compartilhar informações por ai, pois vivemos o momento das noticias falsas (fake News) e precisamos ter muita responsabilidade e atenção com aquilo que propagamos. Especialmente quando se tratar de informações que podem afetar a saúde e vida dos nossos pares. Pesquisem as fontes, consultem os textos e as informações, a fim de verificar previamente tratar-se de informação idônea ou não.

    PublicidadePrint

    Então, o texto de hoje tem o objetivo de trazer informações sobre o corona vírus. Todas seguras e corretas, pois amparadas no conhecimento medico cientifico.

    Trata-se de um resumo cuja origem atribui-se aos profissionais do Hospital Johns Hopkins. Este hospital universitário está localizado em Baltimore, Maryland, Estados Unidos da América e sua origem remonta ao ano de 1889. Foi fundado com o dinheiro de uma doação efetuada pelo filantropo Johns Hopkins. É reputado como um dos maiores hospitais do mundo e lidera o ranking de Hospitais Americanos.

    – O vírus não é um organismo vivo, mas uma molécula de proteína (DNA) coberta por uma camada protetora de lipídios (gordura) que, quando absorvida pelas células da mucosa ocular, nasal ou bucal, altera seu código genético (mutação) os converte em células agressoras e multiplicadoras.

    – Como o vírus não é um organismo vivo, mas uma molécula de proteína, ele não é morto, mas decai por si próprio. O tempo de desintegração depende da temperatura, umidade e tipo de material em que se encontra.

    – O vírus é muito frágil; a única coisa que a protege é uma fina camada externa de gordura. É por isso que qualquer sabão ou detergente é o melhor remédio, porque a espuma CORTA a GORDURA (é por isso que você precisa esfregar tanto: por 20 segundos ou mais, para fazer muita espuma).  Ao dissolver a camada de gordura, a molécula de proteína se dispersa e se decompõe sozinha.

    – CALOR derrete gordura; é por isso que é tão bom usar água acima de 77 graus Fahrenheit para lavar as mãos, roupas e tudo. Além disso, a água quente produz mais espuma, o que a torna ainda mais útil.

    – Álcool ou qualquer mistura com álcool acima de 65% DISSOLVE QUALQUER GORDURA, especialmente a camada lipídica externa do vírus.

    – Qualquer mistura com 1 parte de alvejante e 5 partes de água dissolve diretamente a proteína, a decompõe por dentro.

    – A água oxigenada ajuda muito tempo depois de sabão, álcool e cloro, porque o peróxido dissolve a proteína do vírus, mas você precisa usá-la pura e machuca a pele.

    – SEM BACTERICIDA OU SERVIÇOS ANTIBIÓTICOS. O vírus não é um organismo vivo como bactérias; anticorpos não podem matar o que não está vivo.

    – NUNCA agite roupas, lençóis ou panos usados ou não utilizados. Embora colado a uma superfície porosa, é muito inerte e desintegra-se apenas

    – entre 3 horas (tecido e poroso),

    – 4 horas (cobre e madeira)

    – 24 horas (papelão),

    – 42 horas (metal) e

    – 72 horas (plástico).

    – Mas se você o sacudir ou usar um espanador, as moléculas do vírus flutuam no ar por até 3 horas e podem se alojar no nariz.

    – As moléculas do vírus permanecem muito estáveis no frio externo, ou artificiais como condicionadores de ar em casas e carros.

    – Eles também precisam de umidade para permanecerem estáveis, e principalmente a escuridão. Portanto, ambientes desumidificados, secos, quentes e brilhantes o degradam mais rapidamente.

    – A LUZ UV em qualquer objeto que o contenha decompõe a proteína do vírus.

    – Por exemplo, desinfetar e reutilizar uma máscara é perfeito.

    – O vírus não pode passar por uma pele saudável.

    – O vinagre NÃO é útil porque não quebra a camada protetora de gordura.

    – NENHUM ESPÍRITO, NEM VODKA, serve. A vodka mais forte é 40% de álcool e você precisa de 65%.

    – LISTERINO pode SERVIR! Porém com 65% de álcool.

    – Quanto mais confinado o espaço, maior a concentração do vírus. Quanto mais aberto ou naturalmente ventilado, menos.

    – Você deve lavar as mãos antes e depois de tocar na mucosa, comida, fechaduras, maçanetas, interruptores, controle remoto, telefone celular, relógios, computadores, mesa de trabalho, TV, etc. E ao usar o banheiro.

    – Você precisa hidratar as mãos secas de tanto lavá-las, porque as moléculas podem se esconder nas micro rachaduras. Quanto mais espesso o hidratante, melhor.

    – Mantenha também as UNHAS CURTAS, para que o vírus não se oculte lá.

    JOHNS HOPKINS HOSPITAL

    Fontes

    – Sitio eletrônico do JOHNS HOPKINS HOSPITAL – https://www.hopkinsmedicine.org/international/portugues/patient-services.html

    – Escritorio Verde da UTFPr – Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

     

     

    *Os artigos e opiniões publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo necessariamente a opinião dos editores.

     

     

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome