Banner rotativo

    O que você fez (ou faz) na quarentena?

    0

    10 DICAS INFALÍVEIS PARA VOCÊ FAZER NA QUARENTENA.

    100 CURSOS PARA VOCÊ MELHORAR SEU CURRICULO NA QUARENTENA.

    PublicidadePrint

    OS MELHORES PROJETOS PARA FAZER NA QUARENTENA.

    15 DICAS PARA SE DISTRAIR NA QUARENTENA.

    APROVEITE A QUARENTENA E FAÇA ESSES EXERCÍCIOS QUE TE DEIXARÃO TOP.

    LIVES DE TODOS OS TIPOS PARA VOCÊ APROVEITAR A QUARENTENA.

    AS MELHORES COMIDAS PRA VOCÊ FAZER DURANTE A QUARENTENA.

    As redes sociais estão cheias de sugestões de lives, aulas de ginástica, cursos online e coaches da quarentena pregando como cada um deve levar sua vida nesse momento.

    É como se o fato de estarmos devastados por todo esse bombardeio de notícias, de lidarmos com a morte de maneira tão próxima, onde pessoas estão morrendo cada dia mais, de ver caixões se empilhando, de ver instaurando dilemas e jogos políticos, não nos bastasse para que nos sintamos cheios, cansados, sugados e estressados. Ainda vem alguém do mundo mágico de Nárnia para nos perguntar sobre nossa produção, medindo nosso desempenho, numa competição frenética.

    Aprendemos a viver imersos numa situação que podemos chamar de tarefeira, onde emendamos uma tarefa atrás da outra, apagando um incêndio aqui e outro ali, trabalhando, trabalhando e trabalhando, cada vez mais perdemos a noção do ócio que faz criar e com isso criamos uma agenda cheia, mesmo quando supostamente, nos sobra tempo. A falta de produção nos causa um sintoma que se chama angustia, e angustia gente, vem desse encontro da pulsão de morte com a pulsão de vida. E isso pode nos levar ao negativismo e a fantasia, que quando se trata de uma pandemia mundial é realmente preocupante.

    Portanto, assumir o cansaço pode ser a chave para algo totalmente necessário que é a dimensão criativa descrita por Freud.

    Para Freud, a destruição tem uma dimensão criativa. Existem maneiras de o sujeito enfrentar a desestabilização que a pulsão de morte causa em seu aparelho psíquico. No período entre 1920 e 1930, Freud escreve que a pulsão de morte alimenta o apetite destrutivo, mas também afirma que renunciar ao prazer é sucumbir. Para ele, faz parte da saúde psíquica acreditar em um projeto e investir nisso, o que chamou de “ideal do eu”.

    Mas cautela.

    Observar tudo que está acontecendo com responsabilidade e não se tornar totalmente insano requer cautela.  Não se sensibilizar com as pessoas que não têm direito a ficar em casa, com outros tantos que não podem lavar as mãos em casa por falta de água, por tantas famílias que se veem com crianças em casa por conta do fechamento de escolas sem ter como entretê-las ou até alimentá-las, com pais e mães que estão sobrecarregados tentando dar conta de cuidar da casa, da vida, de ganhar dinheiro, de empregos que serão perdidos, e de quantos brasileiros ficarão sem teto e sem ter o que comer, é um ato inconcebível.

    Portanto a quarentena não precisa ser produtiva, já há muita pressão. Não estamos numa disputa, não crie expectativa no seu desempenho.

    Se existem pessoas que conseguem produzir, fazer ioga, pintar, criar, malhar, cozinhar, ótimo!

    Dê tempo a si mesmo, uma colher de chá!

    Na psicanálise compreendemos que não existe esse negócio de dar conselhos, cada um desenvolve seus próprios mecanismos para sobreviver. A Psicanálise se reconhece nos laços.

    Para você se manter, minimamente saudável,

    Beba água (você precisa se hidratar)

    Pegue sol (vitamina D ajuda muito)

    Corte a unha do pé (Higiene sempre é bom)

    Beba álcool (é preciso perder o controle um cadinho e esses artifícios podem ajudar)

    Surte (é natural se sentir triste e surtar, afinal, estamos no apocalipse)

    Ore (é preciso encontrar conforto)

    Tenha responsabilidade social. Use máscara, lave as mãos, não negue os fatos.

    Crie afetos, laços, e acredite na ciência.

     

    *Os artigos e opiniões publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo necessariamente a opinião dos editores.

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome