Banner rotativo

    Gestão domiciliar: Capítulo 11: É hora de brincar! (4 a 5 anos)

    0

    Seguimos com as dicas de brincadeiras com a orientação da professora Taciana Gaideski. O foco das atividades é para crianças de 4 e 5 anos, porém nada impede que a família faça adaptações ou brinquem para verificar o nível de desempenho dos filhos.

    A brincadeira estimula a criatividade da criança e a imaginação é a ferramenta utilizada para criar, inventar e descobrir. Crianças com idade entre 4 e 5 anos brincam de faz de conta, imaginam situações e personagens, inventam histórias e testam novas ideias.

    PublicidadePrint

    A criança nesta faixa etária expressa seus pensamentos e sentimentos por meio da linguagem oral, é cada vez mais independente e já coordena a maior parte dos movimentos do corpo. A imaginação está em pleno desenvolvimento, por isso muitas vezes ela ainda confunde a fantasia com a realidade e faz perguntas sobre os mais variados assuntos.

    As crianças nesta idade observam e imitam as atividades e os hábitos desenvolvidos a sua volta. É interessante incluir-las na rotina de cuidados com a casa, como arrumar os brinquedos, separar a roupa suja e auxiliar no preparo da mesa para as refeições. As brincadeiras para crianças entre 4 e 5 anos devem incentivar o raciocínio lógico e a criatividade, explorar os movimentos do corpo e aprimorar o uso da linguagem oral.

    Confira a seguir três sugestões de brincadeiras para esta faixa etária.

    1. Detetive

    1. Detetive

    Objetivo: auxiliar no desenvolvimento do raciocínio lógico por meio da memorização e da análise.

    Preparo: separe objetos variados (brinquedos, utensílios de cozinha, material escolar).

    Desenvolvimento: em uma mesa coloque 4 objetos e estipule um tempo – entre 10 e 15 segundos – para a criança observá-los. Peça para que a criança vire-se de costas para a mesa e retire um dos objetos. Solicite que a criança vire-se para a mesa novamente e, dentro do mesmo tempo que ela teve para observar, ela deverá falar qual objeto foi retirado. Conforme a criança for descobrindo qual é o objeto faltante com maior rapidez, é interessante aumentar o número de objetos e ao invés da retirada, fazer trocas de objetos.

    2. Circuito

    1. Circuito

    Objetivo: explorar formas de deslocamento no espaço (pular, saltar, rastejar), elaborar estratégias para cumprir um percurso e seguir orientações.

    Preparo: em um espaço amplo espalhe objetos e móveis de pequeno porte (cadeiras, almofadas, brinquedos) e crie uma ordem para a passagem em cada parte do circuito.

    Desenvolvimento: demonstre para a criança como ela deve seguir o percurso. Inicie dando duas orientações (exemplo: pule sobre as almofadas e passe debaixo da cadeira) e vá aumentando o número de orientações conforme a criança for seguindo-as. Ao final deixe que a criança crie seu circuito e elabore as estratégias para cumpri-lo.

    3. Inventando histórias

    1. Inventando história

    Objetivo: estimular a criatividade e auxiliar no desenvolvimento da linguagem oral.

    Preparo: separe objetos como brinquedos, acessórios e utensílios de cozinha. Coloque-os em um caixa com uma abertura na tampa (que servirá para retirar os objetos).

    Desenvolvimento: pegue um objeto da caixa e comece uma história, por exemplo, retirando uma escova de cabelo: era uma vez uma escova que não penteava o cabelo, ela bagunçava o cabelo! Passe a caixa para a criança, peça que retire um objeto e continue a história utilizando-o, por exemplo, retirando uma bola: o sonho da escova era ser uma bola, por isso ela não gostava de pentear. Repita a passagem da caixa e dê continuidade à história.

    Boa diversão!

     murilo tchmola e taciana gaideski

     Imagens: pinterest.com

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome