Banner rotativo

    Boletim 25 de junho de 2020 Comitê de Prevenção ao Coronavírus

    0

    O Comitê de Prevenção ao Coronavírus da Prefeitura Municipal de Campo Largo informa que 277 moradores do município já receberam a confirmação de COVID-19. Em um mês, o aumento no número de casos é de 392% e já são sete óbitos.

    Nesta quinta-feira (25) faleceu uma senhora de 84 anos, que estava internada e tinha comorbidades. Na terça-feira (23) faleceu um senhor de 74 anos que também estava internado e tinha comorbidades – a contaminação por coronavírus foi confirmada no dia seguinte. Quatro homens e três mulheres moradores de Campo Largo já perderam a vida em decorrência da COVID-19.

    PublicidadePrint

    Dos moradores do município que receberam a confirmação de COVID-19, 127 estão recuperados, 132 estão em isolamento domiciliar e sendo monitorados, quatro estão internados em leitos clínicos (enfermarias) e sete estão internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Ocorreram sete óbitos (nos dias 25/06, 23/06, 17/06, dois óbitos no dia 16 de junho e nos dias 08 e 14/04). Outros 378 casos suspeitos aguardam o resultado do exame.

    O combate à pandemia depende de esforços do poder público e da comunidade. Neste momento cada escolha individual é significativa para a preservação da saúde e da vida de toda a comunidade. O isolamento social é considerado o mais eficaz método de combate à disseminação do vírus, assim como a rotina de higienização de mãos.

    Na terça-feira (23) entrou em vigor o Decreto Metropolitano com novas medidas de enfrentamento à pandemia, com ações voltadas à restrição da circulação de pessoas e combate às aglomerações. As medidas restritivas estarão em vigor por 14 dias, podendo ter o prazo alterado dependendo dos indicadores epidemiológicos.

    Há outras 12 confirmações de contaminação por COVID-19 que ainda não constam no relatório. Estas confirmações foram obtidas através de testes rápidos que ainda não são reconhecidos pelo Ministério da Saúde, apesar de já contarem com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para venda. Os exames foram realizados em laboratórios particulares e os resultados serão incluídos no relatório oficial de casos confirmados do município assim que o Ministério da Saúde reconhecer a validade dos exames realizados. A Secretaria de Saúde de Campo Largo também faz o acompanhamento destes pacientes.

    CONFIRMADOS

    SUSPEITOS

    ÓBITOS

    277

    378

    7

    Acompanhamento dos casos confirmados

    Dos casos confirmados em Campo Largo, são 114 homens e 163 mulheres, com idades entre 6 meses e 84 anos.

    Evolução no número de casos confirmados no município conforme a data de divulgação:

    Número de casos confirmados conforme localidade:

    Decreto Metropolitano

    Campo Largo e os demais municípios da região metropolitana aderiram a uma normativa unificada para enfrentamento da pandemia, conforme estabelece o Decreto 204/2020. São novas medidas com o objetivo de combater aglomerações e reduzir a circulação de pessoas e desta forma conter o crescimento de casos da COVID-19 no município. As novas restrições estarão vigentes por 14 dias, iniciando em 23/06/2020. Este prazo poderá ser alterado dependendo dos indicadores epidemiológicos.

    Nenhuma atividade será suspensa neste momento, mas haverá restrições no horário de funcionamento das atividades. A venda de bebidas alcóolicas a partir das 22h será proibida. De forma geral, todas as atividades comerciais e serviços poderão ser realizados das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira e estarão fechados aos sábados e domingos. Este horário também será aplicado a academias e cultos religiosos. Supermercados, mercados, mercearias e açougues poderão atender ao público das 10h às 21h, de segunda-feira a sábado. Farmácias, drogarias, panificadoras (de rua) e postos de gasolina (apenas a venda de combustível) não terão alterações no horário de funcionamento.

    Restaurantes, pizzarias e ambulantes que vendam alimentos poderão atender das 10h às 21h, todos os dias da semana. Fora deste horário poderá ser realizado atendimento por delivery e drive thru. Já lanchonetes e bares poderão atender das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira – lembrando que bares não podem autorizar consumo de bebidas no local.

    As medidas de prevenção que já estavam em vigor continuam valendo – como a obrigatoriedade do uso de máscaras em todos os espaços públicos, proibição de aglomerações, limitação de atendimento a 50% da capacidade de público, disponibilização de álcool gel e intensificação da higienização. Os regramentos publicados em decretos anteriores para algumas atividades específicas (como academias, salões e restaurantes) também continuam em vigor.

    Protocolo de combate à pandemia

    Campo Largo definiu um novo protocolo para enfrentamento da pandemia da COVID-19, diversos indicadores relacionados à pandemia determinam a classificação do município dentro das bandeiras verde, amarela, laranja e vermelha. Cada bandeira sinaliza o nível da gravidade da situação e as medidas de prevenção que estarão em vigor. De acordo com o protocolo Campo Largo já está no grau de risco médio, com acionamento da bandeira laranja.

    Para definição da bandeira são ponderados inúmeros critérios, como o número de novos casos confirmados, óbitos, ocupação de leitos clínicos (enfermarias) e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), taxa de transmissão, entre outros indicadores.

    Bandeira Verde

    Bandeira

    Amarela

    Bandeira

    Laranja

    Bandeira

    Vermelha

    Pandemia controlada, sem necessidade de medidas de prevenção adicionais.

    Alerta.

    Medidas moderadas, com regramento das atividades.

    Risco médio.

    Medidas mais drásticas, com regramento mais rígido e suspensão de algumas atividades.

    Risco alto.

    Apenas serviços essenciais em funcionamento.

    Panorama COVID-19

    De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em todo o Paraná são 17.618 casos confirmados de COVID-19 e ocorreram 526 óbitos em decorrência da doença. No Brasil já são mais de 1,1 milhão de contaminados e 52.645 óbitos. No mundo, o número de contaminados passa de 9,2 milhões.

    Fonte: SESA

    Ocupação de leitos

    Ainda de acordo com a Secretaria de Estado, a região de Campo Largo (macrorregional Leste, que inclui outras 92 cidades) dispõe de 393 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para pacientes adultos com suspeita ou confirmação de contaminação por coronavírus.

    Deste total de leitos de UTI para adultos, 73% estão ocupados na data de hoje.

    Fonte: SESA

    Centro de Atendimento COVID-19

    O Centro Médico Hospitalar (entrada pela Av. Ademar de Barros) é o local de referência no município para atendimento a casos suspeitos de COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves – para adultos e crianças. Os casos de média e alta complexidade são encaminhados aos hospitais de referência conveniados pelo Governo do Estado – este encaminhamento é realizado através da Central de Leitos, coordenada pelo Estado.

    Atendimentos de urgência e emergência para adultos e crianças que não são relacionados ao coronavírus ou outras síndromes respiratórias são realizados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Attílio de Almeida Barbosa Jr., localizada na Rua Francisco Xavier de Almeida Garrett, 385 – Vila Bancária (próximo da Câmara de Vereadores e da Igreja Santo Antônio).

    Call center para tratar dúvidas sobre o coronavírus

    A Prefeitura Municipal de Campo Largo disponibiliza um call center exclusivo para tratar dúvidas sobre o coronavírus: o telefone é o (41) 3291-5125.

    Médicos fazem esclarecimentos sobre sintomas, sobre quando é necessário buscar atendimento no Centro de Atendimento COVID-19 (instalado em uma área isolada do Centro Médico Hospitalar), entre outras dúvidas relacionadas ao COVID-19. Os profissionais indicam a ação mais adequada para cada caso, evitando que as pessoas saiam de casa quando não houver necessidade.

    A equipe também conta com outros profissionais da área de saúde que são responsáveis por realizar o acompanhamento dos pacientes com suspeita de contaminação por COVID-19 no município que estão em isolamento domiciliar. Os profissionais entram em contato diariamente com estes pacientes, para consultar a evolução de cada caso e prestar orientações.

    Serviço telefônico de atendimento em psicologia

    Foi disponibilizado serviço telefônico de atendimento psicológico para toda a população, incluindo as equipes que estão na linha de frente do combate à pandemia. O atendimento é realizado por profissionais de Psicologia habilitados através dos telefones (41) 3292-6492 e (41) 3392-3034, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

    O atendimento tem foco no acolhimento através do telefone – escutar, orientar e realizar intervenções pontuais para as queixas relacionadas à situação de pandemia. Casos de sofrimento psíquico grave e persistente tem a recomendação de buscar tratamento nos serviços já ofertados pela Secretaria Municipal de Saúde.

    Atendimento aos pacientes sintomáticos

    O atendimento aos pacientes sintomáticos respiratórios segue os critérios dispostos pelo Ministério da Saúde, conforme Portaria nº 356 de 11 de março de 2020, Portaria nº 454 de 20 de março de 2020, bem como a Lei Federal de 06 de fevereiro de 2020.

    Pacientes com sintomas respiratórios são atendidos no Centro de Atendimento a COVID-19, instalado no Centro Médico Hospitalar, passam por consulta médica e os profissionais médicos seguem as Diretrizes para Diagnóstico e Tratamento da COVID-19 do Ministério da Saúde (última atualização em 04 de maio de 2020).

    Em referência à Portaria nº 454 de 20 de março de 2020, que define as condições de isolamento domiciliar, destaca-se que o documento recomenda a medida para pessoas com qualquer sintoma respiratório, com ou sem febre, buscando a adoção das medidas de isolamento de maneira mais precoce possível.

    O paciente sintomático respiratório deve assinar Termo de Responsabilidade, estando ciente da obrigatoriedade do isolamento domiciliar conforme prescrição médica, bem como deve informar os nomes das pessoas que residem no mesmo endereço – todos deverão cumprir a medida de isolamento domiciliar.

    A Secretaria de Estado da Saúde alterou em 18/05/20 os critérios para realização de exames, ampliando a testagem através do RT-PCR (SWAB para pesquisa de SARS-CoV-2) – conforme Nota Técnica SESA 01/2020.

    Levando-se em consideração que o resultado dos testes isoladamente não confirma nem exclui completamente o diagnóstico de COVID-19, orienta-se que qualquer exame seja realizado sob indicação médica como exame complementar ao exame médico e não avaliação isolada de um resultado reagente ou não reagente. Atualmente* os únicos testes rápidos validados pelo Ministério da Saúde são:

    • One Step Covid-2019®, da fabricante Guangzhou WondfoBiotec Co., Ltda., cujo representante legal no Brasil é a Celer Biotecnologia S/A;

    • Medteste Coronavirus (COVID-19) igG-IgM da fabricante Hangzhou Biotest Biotech Co. Ltda., cujo representante legal no Brasil é a empresa Medlevensohn Com. Repres. Prod Hosp. Ltda.;

    • COVID-19 igG-IgM Eco do fabricante Eco Diagnóstica Ltda. Me.;

    • COVID-19 igG-IgM Bio do fabricante Quibasa Química Básica Ltda.

     

     

     

     

     

     

     

     

    fonte:campolargo.pr.gov

    WhatsApp Image 2017-11-21 at 14.32.36

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome