Banner rotativo

    Carregador sem fio da Xiaomi repõe bateria de celular em 19 minutos

    0

    A Xiaomi anunciou nesta segunda-feira (18) um novo carregador sem fio de 80 W que promete reabastecer uma bateria de celular de 4.000 mAh em 19 minutos. O desempenho é cinco vezes maior do que um componente comum de 15 W, que normalmente leva cerca de duas horas para completar a recarga.

    O lançamento é uma evolução do modelo com fio de 120 W que acompanha o Mi 10 Ultra, que pode recarregar uma bateria de 4.500 mAh em 23 minutos.

    Carregador sem fio da Xiaomi de 80W repõe bateria em 19 minutos — Foto: Reprodução/Xiaomi

    Além disso, as especificações sugerem um salto de rendimento na comparação com a tecnologia da rival Oppo, cujo mais novo carregador precisa de 120 W de potência para repor 4.000 mAh em 20 minutos. Outras empresas chinesas também apostam em recarga ultrarrápida, mas nem todas sem fio. A OnePlus, por exemplo, oferece carregador de 65 W apenas com cabo.

    Como ocorre com a maioria dos carregadores de celular, o modelo da Xiaomi tem melhor desempenho na primeira metade da carga. Segundo a empresa, o usuário pode recuperar 50% da energia do aparelho em apenas oito minutos sobre a base carregadora. É o terço do tempo necessário para repor a mesma quantidade de carga utilizando o carregador de 30 W lançado em 2019, o que de novo indica melhoria no aproveitamento da energia.

    Por outro lado, ainda não se sabe quais seriam os números referentes a baterias maiores que 4.000 mAh, que vêm se tornando mais comuns. Esse é o caso dos próprios celulares da Xiaomi em 2020. Mi 10T Lite, Mi 10 e Mi 10 Pro têm, respectivamente, 4.820 mAh, 4.780 mAh e 5.000 mAh de capacidade.

    A gigante chinesa também não detalha como a tecnologia trabalha para evitar superaquecimento dos componentes do telefone, considerado uma das importantes barreiras para aumentar a potência dos carregadores.

    O carregador ainda não tem data para chegar ao mercado. A expectativa, por enquanto, é de que ele seja apresentado na próxima geração dos smartphones de ponta da empresa, esperada para 2020.

     

     

     

     

     

     

     

     

    fonte:techtudo

    Deixe seu comentário

    Favor escrever seu comentário
    Favor colocar seu nome